PADRE JOSÉ VITOR – 31 ANOS DE SUA PARTIDA


Nascido na Polônia, na área rural próximo ao distrito de Krubinnil no ano de 1905, Giuseppe Wiktorowicz (José Vitor) era filho de pais humildes, que tiravam o sustento no duro trabalho do campo, no próprio pedaço de terra que possuíam há 03 km do referido distrito.


Os pais Sr. Stanislaw e dona Mariana, casal religioso que sempre em suas orações pediam a Deus que lhes descem um filho padre, o casal teve 05 filhos, mas foi o filho José Vitor que logo cedo sentiu o chamado para a vida sacerdotal , além deste desejo que crescida cada dia, o menino ao entra na escola e iniciar as aulas de história, acompanhando uma exposição instrutiva do daquele professor que falava tão bem das belezas do Brasil, o menino ficou atento e entusiasmado, logo , com as novas aulas da escola sentiu nascer mais um desejo ; conhecer o Brasil.


Concluindo parte dos estudos entrou para a congregação dos padres Salesianos e logo tratou de se organizar para vir ao brasil com os salesianos onde desejaria completar os estudos e receber a ordenação sacerdotal.

Os detalhes de sua partida comovente, e de quando seu pai foi levado pelos soldados da primeira guerra mundial, momento em que sua mãe cobria os filhos com travesseiro na ilusória intensão de que assim os tiros das armas dos soldados da guerra não os atingiria, estes relatos foram descritos pelo autor destas linhas em um outro trabalho especial .


Em uma manhã depois de almoçar com a família e despedir de todos, o navio Júlio Cesar partiu da Polônia para o Brasil e no seu interior entre os padres estava o estudante José Vitor com 22 anos de idade, era o ano de 1927.


Chegando ao Brasil, tudo era novo e diferente , logo a matrícula no curso de filosofia na escola da cidade paulista de Lavrinhas.


Em 1937 foi ordenado padre, a partir daí Padre José Vitor passou a trabalhar na paróquia de Uberaba com Don Almir Marques Ferreira.


Em 31 de dezembro foi designado para Serra do Salitre para substituir o padre Agenor Pedrosa natural da cidade de Igarapava- SP.


Em Serra do Salitre Padre José Vitor trabalhou na paróquia atendendo as capelas onde ia a cavalo.


Os locais como: Catulés, Catiara, Santa Ana de Patos, Cruzeiro da Fortaleza, Brejo Bonito, Salitre de Minas São Benedito, Grota do Cedro, Guariba foram alguns dos locais atendido por ele em uma época dificílima e de poucos recursos.


De temperamento enérgico, franco, era muito respeitado, caridoso e de uma viva fé.


Na manhã do dia 13 de agosto de 1988 padre José Vitor conclui sua missão e partiu para a casa do pai.


Nesta terça feira (13) os paroquianos relembram com orações e saudade do querido padre José Vitor que dedicou toda a sua vida a paroquia São Sebastião e ao povo de Serra do Salitre e que amou o nosso Brasil a ponto de na sua naturalização pedir para que seu nome fosse mudado para; Padre José Vitor Brasil, deixando ainda uma frase inesquecível para a família serralitrense, frase que está no seu túmulo e que retrata o seu devotado amor pela nossa terra e pela nossa gente.

A frase sempre lembrada: EU SOU DE VOCÊS, E VOCÊS SÃO MEUS !

Ernandes Pereira

OBS: Ernandes Pereira, repórter, pesquisador, foi secretário do Padre José Vitor , Ministro da Palavra e da Eucaristia no seu tempo.

Serra do Salitre AGORA

Serra do Salitre AGORA

Siga-nos "Em todos"
  • Facebook Basic Black
  • YouTube Basic Black
  • Google+ Basic Black

            RONDA REGIONAL       

Contate nos
LEIS MUNICIPAIS

 NOTA FISCAL ELETRONICA MUNICIPAL (CLIQUE AQUI!)

VISITE NOSSAS UTILIDADES

SIGA-NOS EM NOSSOS CANAIS

  • Facebook Basic Black
  • YouTube Basic Black
  • Google+ Basic Black