PREOCUPADOS COM AS CHUVAS MORADORES QUEREM SABER SOBRE SEGURANÇA DAS BARRAGEM DA MINERADORA YARA.

09/02/2020

 

Durante este período de constantes chuvas é  natural  e compreensível a grande preocupação das famílias que moram nas proximidades da barragem do complexo da  mineradora Yara em Serra do Salitre, bem como  todos os residentes do município  e  também aqueles do município vizinho de Cruzeiro da Fortaleza.

 

Esta preocupação justifica os muitos vídeos e fotos que a redação deste site   vem recebendo constantemente, pedindo informar de como está a segurança das barragens.

 

Enquanto analisamos para melhor entender o material recebido de populares, solicitamos informações junto a Mineradora Yara, através do seu departamento de comunicação, e também solicitamos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Serra do Salitre sobre quais as providencias no acompanhamento de monitoramento na segurança da barragem que estão sendo adotadas.

 

A total independência e seriedade deste Site faz com que ele cumpra com profissionalismo sua missão de informar, penetrando em qualquer assunto de interesse coletivo e levando para os leitores os resultados obtidos com tradicional profissionalismo. É Com a constante colaboração e confiança dos leitores que cada dia nos é possível estar atentos a tudo em nosso município.

 

Em resumo, a Secretaria de Meio Ambiente através do secretário Wagner Natal nos esclareceu (com anexo de documentos) o que abaixo a princípio  apresentamos de modo resumido :

 

                       " 1)  De início, diz ele, é importante destacar a responsabilidade e o zelo com que a atual Administração Municipal vem atuando junto às questões envolvendo as atividades no Complexo Minero-Industrial de Serra do Salitre, não só relativas à segurança/estabilidade das principais barragens (Jacu, Sabão 1 e Sabão 2), mas qualquer situação que afete ou possa vir a afetar/prejudicar o meio ambiente em nosso Município, e consequentemente nossa qualidade de vida;

 

                        2) Todos tem ciência de que as atividades de um projeto de mineração trazem benefícios (geração de empregos, aumento de arrecadação, fortalecimento do comércio local, dentre outros) ao Município em que está localizado. Entretanto, sabemos também que, em contrapartida, ocorrem ao mesmo tempo, impactos negativos em diversas áreas (saúde, segurança e, principalmente, ambiental), provenientes da atividade mineradora, cabendo a todos cuidar e agir para que sejam reduzidos e, se possível eliminados, esses efeitos.

                     3) Objetivando acompanhar, discutir e encontrar as melhores formas de dar continuidade às atividades da GICS, buscando preservar sempre os interesses do nosso Município e sua população, foi criado um Grupo com representantes de ambas as partes (Município e GICS) que reúnem-se, regularmente, para troca e atualização de dados e informações referentes ao Projeto Minerador.

                        4) Conforme estabelecem a Lei Estadual no 23.291/2019 e a Lei Federal no 12.334/2010, esses dados, resultados das análises e do acompanhamento, 24 horas por dia, do grau de umidade e dos níveis de água das barragens, com o auxílio de instrumentos de monitoramento instalados nas estruturas dos barramentos, e em caso de alguma alteração ou incompatibilidade com as normas e critérios de segurança estabelecidos, as áreas responsáveis são acionadas para sua correção. Esses dados alimentam, em tempo real, os sistemas de monitoramentos dos órgãos responsáveis. Quinzenalmente, são protocolados Relatórios junto a esses órgãos, os quais, trimestralmente, emitem a “Declaração de Condição de Estabilidade”. Os critérios de análise dos dados e informações fornecidos pelos empreendedores ficaram muito mais rigorosos no último ano, principalmente após as catástrofes dos rompimentos de barragens nas cidades mineiras de Mariana e Brumadinho. Destacamos que a última Declaração de Condição de Estabilidade a que tivemos acesso foi emitida em novembro/2019. Todos esses dados podem ser acompanhados por qualquer cidadão através do acesso ao website https://www.projetoserradosalitre.com.br/, de responsabilidade da Empresa YARA.

                            5) No tocante à qualidade da água que é restituída ao Córrego do Sabão e, em sequência ao Córrego Fortaleza, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente solicitou à GICS laudos de análises laboratoriais que comprovem a qualidade dessa água. Em outubro/2019, recebemos os resultados da análise do material coletado em 4 (quatro) diferentes pontos ao longo dos mencionados corpos hídricos. Em sua conclusão, os técnicos do Laboratório ÁGUA E TERRA, de Patos de Minas/MG, atestam que nas amostras apresentadas, “são atendidos os parâmetros estabelecidos na Deliberação Normativa no 430/2011, do Conselho Nacional de Meio Ambiente-CONAMA.

 

                        6)Todas as informações acima podem ser acessadas pelos interessados na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, na Praça Dr. José Wanderley, 171 - Centro."

 

 

RECEBEMOS DA MINERADORA  A  SEGUINTE NOTA QUE IGUALMENTE PUBLICAMOS DE MODO RESUMIDO.

YARA   -Posicionamento –        barragens CMISS

  

"A empresa informa que as três barragens que integram o Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre (CMISS) apresentam níveis seguros. Desde janeiro, Serra do Salitre registra altos volumes de chuvas e as equipes da Yara monitoram diariamente, de forma simultânea, as barragens de forma a garantir a segurança e a estabilidade de cada uma. Isso acontece por meio de inspeções visuais, câmeras de monitoramento, aferição por instrumentos geotécnicos em tempo real 24 horas, sete dias por semana.  

 

Ainda em relação às barragens, o Plano de Segurança de Barragens, que é fiscalizado pela ANM (Agência Nacional de Mineração), classifica as barragens Sabão I e II e Jacu com níveis normais de segurança. O conteúdo está protocolado na Prefeitura de Serra do Salitre. Os projetos das barragens foram auditados por empresas externas independentes, que atestaram as adequações técnicas e de estabilidade. Por fim, a Yara informa que não há alteração em qualquer uma das três barragens que integram o CMISS. Isso é comprovado diariamente pelo monitoramento diário ininterrupto destacado anteriormente. 

 


A Yara disponibiliza para a comunidade e funcionários o Linha Verde, um número telefônico que funciona 24 horas por dia para atender e encaminhar reclamações, sugestões e comentários a respeito das questões ambientais da empresa"

 

Nossa redação continua atenta á todas informações referentes, e aberta para receber informações da população,município e empresa  que podem continuar enviando para o nosso Email serradosalitreagroa@gmail.com  ou pelo  whatsapp  . Breve novas informações sobre.

Please reload

Siga-nos "Em todos"
  • Facebook Basic Black
  • YouTube Basic Black
  • Google+ Basic Black

Serra do Salitre AGORA

Serra do Salitre AGORA

Contate nos
Contate nos
Contate nos

            RONDA REGIONAL       

  • Facebook Basic Black
  • YouTube Basic Black
  • Google+ Basic Black

SIGA-NOS EM NOSSOS CANAIS

VISITE NOSSAS UTILIDADES

 NOTA FISCAL ELETRONICA MUNICIPAL (CLIQUE AQUI!)

LEIS MUNICIPAIS

    Serra do Salitre AGORA. Agora você está conectado com nossa cidade e região. 

PARA REPORTAGENS E COMERCIAIS ENTRE EM CONTATO  POR E-MAIL: serradosalitreagora@gmail.com  TEL.:   Whatsapp (34) 9.9912-9190 (vivo)